MPEs respondem por 88,47% do total de empregos gerados no Ceará em março

Mídia Pública | Além do Texto

As micro e pequenas empresas (MPEs) foram responsáveis pela geração de 2.980 empregos formais no Ceará durante o mês de março. O número corresponde a 88,47% do total de empregos gerados no estado neste período. Estas informações fazem parte do levantamento feito pelo Sebrae, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgado pelo Ministério da Economia.

No acumulado do primeiro trimestre do ano, foram criados no Ceará 8.925 empregos com carteira assinada, sendo 6.676 gerados por MPEs (74,80% do total). No mesmo período, as médias e grandes empresas (MGEs) geraram 1.680 empregos formais.

Entre os setores, o que mais vêm se destacando no ano neste quesito é o de Serviços. Do total de empregos gerados no Ceará pelas micro e pequenas empresas no somatório dos meses de janeiro, fevereiro e março, 87,55% (5.845) vieram de empresas deste setor.

Somente no mês de março, as MPEs do setor de Serviços foram responsáveis pela criação de 2.764 empregos formais, número que corresponde a 92,75% dos empregos criados pelas micro e pequenas do estado no período.

Brasil

No país, as micro e pequenas empresas geraram 88,9% de todas as vagas no terceiro mês de 2022, acumulando um saldo positivo de 121 mil empregos no mês. No acumulado do ano, o Brasil já contabiliza um saldo de 615 mil novos postos de trabalho, sendo que as micro e pequenas empresas foram as grandes fornecedoras de emprego, com 430 mil vagas (o que corresponde a 70% do total). Por sua vez, as médias e grandes vem sendo responsáveis por um saldo de 148 mil empregos (24,1% do total).

Fonte: Sebrae | Foto: Divulgação.

Mídia Pública | Além do Texto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.