O Papa: Mas se não deixa falar, não há escuta. Esse é o mal do século.

Mídia Pública | Além do Texto

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

O Evangelho da liturgia hodierna fala-nos do vínculo entre o Senhor e cada um de nós (cf. Jo 10,27-30). Para isso, Jesus usa uma imagem terna, uma bela imagem, a do pastor que está com as ovelhas. E explica com três verbos: “Minhas ovelhas —diz Jesus— escutam a minha voz; Eu os conheço e eles me seguem ” (v. 27). Três verbos: ouvir, conhecer, seguir. Vejamos estes três verbos.

Primeiro as ovelhas ouvema voz do pastor A iniciativa sempre vem do Senhor; tudo parte da sua graça: é Ele que nos chama à comunhão com Ele. Mas esta comunhão nasce se nos abrimos à escuta; se permanecermos surdos, ele não poderá nos dar esta comunhão. Esteja aberto à escuta porque escutar significa disponibilidade, significa docilidade, significa tempo dedicado ao diálogo. Hoje somos dominados pelas palavras e pela pressa de sempre ter que dizer ou fazer alguma coisa; E mais, quantas vezes duas pessoas estão conversando e uma não espera que a outra termine o pensamento, corta no meio, responde… Mas se não deixa falar, não há escuta. Este é um mal do nosso tempo. Hoje somos dominados pelas palavras, pela pressa de sempre ter que dizer alguma coisa, temos medo do silêncio. Quanto custa ouvir? Ouça até o final deixar o outro se expressar, escutar-se na família, escutar-se na escola, escutar-se no trabalho e até na Igreja! Mas para o Senhor é preciso sobretudo escutar. Ele é a Palavra do Pai e o cristão éfilho da escuta , chamado a viver com a Palavra de Deus à mão. Perguntemo-nos hoje se somos filhos da escuta, se encontramos tempo para a Palavra de Deus, se damos espaço e atenção aos irmãos. Se soubermos ouvir até que o outro possa se expressar até o fim, sem cortar sua fala. Quem ouve os outros sabe ouvir também o Senhor, e vice-versa. E ele experimenta uma coisa muito bonita, isto é, que o próprio Senhor ouve: ele nos ouve quando rezamos a ele, quando confiamos nele, quando o invocamos.

Ouvir Jesus torna-se assim o caminho para descobrir que Ele nos conhece. Este é o segundo verbo, que se refere ao bom pastor: Ele sabepara suas ovelhas. Mas isso não significa apenas que ele sabe muitas coisas sobre nós: conhecer no sentido bíblico também significa amar. Significa que o Senhor, enquanto nos “lê por dentro”, nos ama, não nos condena. Se o ouvimos, descobrimos isto, que o Senhor nos ama. A maneira de descobrir o amor do Senhor é escutá-lo. Então o relacionamento com Ele não será mais impessoal, frio ou de fachada. Jesus procura uma amizade calorosa, uma confiança, uma intimidade. Ele quer nos dar um conhecimento novo e maravilhoso: saber que somos sempre amados por Ele e, portanto, nunca deixados sozinhos. Estando com o bom pastor, vive-se a experiência de que fala o Salmo: “Ainda que eu passe por um vale escuro, não temerei mal algum, porque tu vais comigo” ( Sl .23.4). Acima de tudo no sofrimento, na fadiga, nas crises que são trevas: Ele nos sustenta passando por elas conosco. E assim, precisamente em situações difíceis, podemos descobrir que somos conhecidos e amados pelo Senhor. Perguntemo-nos então: deixo-me conhecer pelo Senhor? Abro espaço para ele na minha vida, trago para ele o que vivo? E, depois de tantas vezes em que experimentei a sua proximidade, a sua compaixão, a sua ternura, que ideia tenho do Senhor? O Senhor está perto, o Senhor é um bom pastor.

Finalmente, o terceiro verbo. As ovelhas que ouvem e sabem que são conhecidas seguem : ouvem, sentem-se conhecidas pelo Senhor e seguem o Senhor, que é o seu pastor. E quem segue a Cristo, o que faz? Vai aonde Ele vai, pelo mesmo caminho, na mesma direção. Vai à procura de quem está perdido (cf. Lc 15,4), interessa-se por quem está longe, leva a sério a situação de quem sofre, sabe chorar com quem chora, alcança estende a mão ao vizinho, carrega-o nos ombros. E eu? Deixo-me amar por Jesus e de me deixar amar, passo a amá-lo, a imitá-lo? Que a Santa Virgem nos ajude a escutar Cristo, a conhecê-lo cada vez mais e a segui-lo no caminho do serviço. Ouça, conheça-o e siga-o.

Mídia Pública | Além do Texto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.