Dicas para quem quer empreender na área de gastronomia

Mídia Pública | Além do Texto

O Senac Ceará oferece diversas consultorias voltadas para empreendimentos gastronômicos

A gastronomia tem sido uma aposta frequente para empreendedores de diversos tamanhos. Um dos fatores que favorecem isso é que, dependendo do tipo de empresa, é possível começar com poucos recursos financeiros, na cozinha de casa, e às vezes, apenas com o conhecimento adquirido ao longo da vida através das tarefas dedicadas ao cuidado da família e dos amigos.

Outro ponto que atrai os investimentos na área é a alta demanda. Apesar dos impactos sofridos pelo setor de alimentação fora do lar durante a pandemia, os últimos resultados têm tornado as empresas do segmento otimistas. A projeção da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) é que o setor fature R$300 bilhões até o final de 2022, valor maior que em 2019, antes da pandemia.

Mas se engana quem pensa que não são necessários conhecimentos específicos para gerenciar um negócio gastronômico. O sucesso de um empreendimento gastronômico depende de diversos fatores que vão muito além do sabor da comida, da gestão ao atendimento, passando também pelos cuidados com a segurança dos alimentos.

Para quem busca aperfeiçoar seu negócio neste ramo ou mesmo quem ainda planeja empreender na área da gastronomia, aqui vão algumas dicas que podem fazer toda a diferença:

Deixe sua marca: em qualquer segmento, é importante ter um diferencial para conquistar e manter os clientes. Nos serviços de  alimentação, é importante que o conceito esteja presente não apenas na identidade, mas também nos pratos escolhidos para compor o cardápio;

Capriche na apresentação do cardápio: Ainda mais importante na era do delivery, o menu de um restaurante ou lanchonete precisa ser atrativo, incluindo descrições e imagens que valorizem os pratos e deixem os clientes com água na boca;

Aprenda a evitar o desperdício: quando a comida se torna um produto, é imprescindível padronizar as quantidade de cada alimento e desenvolver um esquema de produção e de armazenamento de insumos que minimize perdas e evite prejuízos;

Cuidado com a segurança dos alimentos: a saúde dos seus clientes precisa ser uma das suas prioridades, então é imprescindível seguir as boas práticas de manipulação dos alimentos, inclusive para se manter dentro das normas estabelecidas pelos órgãos competentes.

Conheça seu cliente: aprenda não apenas a agradar o paladar do cliente, mas também sobre como ele gosta de ser atendido e o que é mais importante para ele na hora de escolher onde comer. Tudo isso vai ajudar a conquistar cada vez mais pessoas que não só gostam da sua comida, mas não verdadeiros fãs do seu estabelecimento.

Uma forma de evoluir nesses e em outros aspectos é contar com o olhar externo e treinado de um consultor especializado. O Senac Ceará oferece diversas consultorias voltadas para empreendimentos gastronômicos, entre elas estão elaboração de cardápio para serviços de alimentação, elaboração de fichas técnicas, desenvolvimento de novos produtos alimentícios, padronização e controle de perdas no porcionamento de alimentos, cliente oculto em serviços de alimentação  e boas práticas na manipulação de alimentos.

Conheça mais sobre as consultorias do Senac clicando aqui.

Mídia Pública | Além do Texto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.