Astronautas chineses pousam na Terra após 183 dias no espaço

Mídia Pública | Além do Texto

XANGAI, 16 Abr (Reuters) – Três astronautas chineses retornaram à Terra neste sábado após 183 dias no espaço, informou a televisão estatal, completando a missão espacial tripulada mais longa do país até hoje.

Os astronautas pousaram nove horas depois de deixarem um módulo chave da primeira estação espacial da China.

Enquanto em órbita, os astronautas da missão Shenzhou-13 assumiram o controle manual no módulo de alojamento de Tianhe para o que a mídia estatal chamou de “experimento de ancoragem” com a espaçonave de carga Tianzhou-2.

Após o lançamento em outubro, os astronautas – Zhai Zhigang, Ye Guangfu e uma tripulante Wang Yaping – passaram 183 dias no espaço, completando a quinta das 11 missões necessárias para terminar a estação espacial até o final do ano.

Shenzhou-13 foi a segunda de quatro missões tripuladas planejadas para concluir a construção da estação espacial, que começou em abril passado. Shenzhou-12 retornou à Terra em setembro.

As próximas duas missões da China serão Tianzhou-4, uma espaçonave de carga, e a missão de três pessoas Shenzhou-14, disse Shao Limin, vice-gerente de tecnologia do Sistema de Naves Tripuladas, segundo a mídia estatal.

Impedida pelos Estados Unidos de participar da Estação Espacial Internacional (ISS) em órbita, a China passou a última década desenvolvendo tecnologias para construir sua própria estação espacial, a única no mundo além da ISS.

A China, que pretende se tornar uma potência espacial até 2030, lançou com sucesso sondas para explorar Marte e se tornou o primeiro país a pousar uma espaçonave no lado oculto da Lua.

Fonte: Reuters | Foto: REUTERS/Tingshu Wang/Foto de arquivo.

Mídia Pública | Além do Texto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.